Portal CTB - Cetebistas debatem conjuntura nacional e agenda 2022 em reunião de direção

  • Publicado: 3 Dez 2021 - 08:56
  • 20 Visualizações

A complexidade da atual conjuntura nacional e os desafios impostos à classe trabalhadora nesse cenário de crise econômica e política deram a tônica ao debate da primeira reunião da Direção Estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (Sessão-BA), na manhã desta quinta-feira (02), realizada no auditório do Sindicato dos Bancários das Bahia.
Dezenas de dirigentes e coordenadores das Regionais da CTB participaram do encontro, que contou com presença de Adilson Araújo, presidente da CTB-Nacional. Na oportunidade, Araújo falou sobre conjuntura nacional e estadual e deixou seu recado para Direção Estadual. “Nós precisamos continuar unidos, juntos para derrotar o fascismo e retrocessos que, tomam conta do nosso pais”.
Os participantes aproveitaram para expor suas opiniões sobre a conjuntura nacional, e fizeram um resumo sobre suas atividades nas receptivas secretarias e destacaram a necessidade em unir forças para fortalecer a Central.
A mesa de abertura, composta pela presidenta Rosa de Souza, presidente Nacional, Adilson Araújo; o secretário-geral Ailton; Rita Soares, secretária de Meio Ambiente; Davi Rodrigues, secretário de Finanças da CTB-BA; Wilmaci Oliveira, vereadora na cidade de Itabuna e Clademir Nonato, Superintendente de Política do Agronegócio na Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri).
De acordo com Rosa de Souza, será necessário multiplicar esforços para barrar as medidas repressivas encaminhadas pelo governo Bolsonaro. “A retomada do crescimento tem ficado a cada dia mais difícil. E, diante da necessidade de romper com essa agenda repressiva, se torna imprescindível o crescimento da nossa luta. Nosso empenho deve ser multiplicado. Vamos impor pressão para conseguir vencer esse governo obscuro”. 
Em seguida, os cetebistas participaram de um almoço de confraternização, que teve o objetivo de criar e ampliar a resistência de todas as frentes e construir um novo caminho para 2022.

Voltar | Versão para Impressão