Portal STJ - Presidente do STJ abre seminário sobre planejamento sustentável do Poder Judiciário

Publicado em: 13 Jun 2018


Começou nesta terça-feira (12) o V Seminário de Planejamento Estratégico Sustentável do Poder Judiciário, no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Autoridades e gestores discutiram os desafios de fazer mais e melhor com menos recursos, em um contexto ambiental e social de sustentabilidade.

A abertura foi conduzida pela presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, e pelo vice, ministro Humberto Martins. A presidente expressou seu orgulho por ser o STJ o primeiro tribunal superior a se preocupar com a questão da responsabilidade socioambiental. Ela comemorou a economia de R$ 50 milhões alcançada pelo tribunal em 2017, proveniente da revisão de despesas e da adoção de novas tecnologias e processos de trabalho.

“Mudar é difícil. Rever antigos hábitos em uma organização do tamanho do STJ, mais ainda. São medidas que rompem com paradigmas e geram desconforto para aqueles que sempre viveram acostumados com abundância”, constatou a presidente.

Novas rotinas

Humberto Martins afirmou que economizar e não desperdiçar, além de serem práticas essenciais para a sustentabilidade, tornaram-se um imperativo a ser perseguido por todas as instituições públicas.

“Inadiável se faz incorporarmos à nossa rotina de trabalho práticas que reduzam ao mínimo os impactos socioambientais e que, de preferência, promovam internamente a sustentabilidade”, afirmou o vice-presidente.

A ministra Laurita Vaz ressaltou ainda algumas iniciativas do tribunal nessa área, como a gestão compartilhada do Parque Bosque dos Tribunais, em parceria com o governo do Distrito Federal e outras cortes superiores, e o Plano de Logística Sustentável (PLS).

A sessão de abertura do seminário contou com a presença dos ministros do STJ Mauro Campbell Marques, Moura Ribeiro e Ribeiro Dantas; do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Esteves Colnago; do presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, e do ministro do Tribunal Superior do Trabalho João Batista Pereira, entre outras autoridades.

Gabinetes de magistrados

O ministro Mauro Campbell Marques foi responsável pelo primeiro painel da manhã: “Boas práticas de gestão sustentável em gabinetes de magistrados e escolas judiciais”. Ele afirmou que a cultura homogênea em relação à gestão sustentável contagia todos os gabinetes e demonstrou resultados expressivos alcançados, na sua unidade, em relação à redução da quantidade de resmas de papel e outros materiais de consumo.

O ministro do STJ foi acompanhado pelo desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul Eladio Lecey e pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho Luiz Philippe de Mello Filho.
Outros temas relevantes foram tratados durante o seminário, como capacitação da alta administração, acessibilidade e inclusão, gestão de resíduos, recursos hídricos, eficiência energética e energia renovável, gestão orçamentária, planejamento estratégico, contratações sustentáveis e papel das redes de sustentabilidade. O evento termina nesta quarta-feira (13).


Impresso pelo portal do SINPOJUD-BA | http://www.sinpojud.org.br