SINPOJUD cobra do TJBA medidas de proteção aos servidores

  • Publicado: 27 Abr 2020, 13:16
  • 1570 Visualizações

Em pleno avanço do Coronavírus nos municípios de Ilhéus e Itabuna, o SINPOJUD chama atenção do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia para o eminente perigo a exposição dos servidores que atuam na linha de frente daquela região: agentes de proteção ao menor e oficiais de justiça, que exercem em suas funções contato direto com a população ao cumprir mandato judiciais classificados de Urgência e Emergência.

Para o Presidente do SINPOJUD, Zenildo Castro, diante do alto nível de contágio da Covid-19, o TJBA precisa somar esforços na testagem imediata para os servidores, a fim de ampliar as medidas preventivas, além do fornecimento de todos os EPIs exigível no combate ao contágio do COVID19. “Neste momento se faz necessário ampliar os cuidados e fornecer os testes rápidos aos servidores que apresente qualquer sintoma, a fim de garantir atendimento imediato, já que os agentes de proteção ao menor e os oficiais de justiça não podem realizar suas tarefas em home office, estando na linha de frente no cumprimento de mandatos judiciais”, pontuou Zenildo.

Os municípios hoje são as grandes preocupações dos órgãos de saúde e da vigilância do Sanitária, pois apresentam número de infectados altíssimos. O avanço de contágio pelo COVID-19 em Ilhéus, segundo os dados divulgados pela secretaria de saúde, o município já soma: 167 casos confirmados; 240 descartados; 32 suspeitos; 78 monitorados; 984 liberados; 04 em UTIs e 04 óbitos. Já no município de Itabuna, são 688 casos notificados, 161 confirmados, 337 descartados, 170 aguardando resultado de exames, 334 em isolamento, 24 em internamento hospitalar, 04 óbitos e 127 aguardando coleta de exames.

Outro dado alarmante é o número de infectados entre os profissionais de saúde, que de acordo com informações fornecidas pela direção do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), unidade que integra a rede de atendimento SUS em Ilhéus, cerca de 800 funcionários serão testados para diagnóstico da Covid-19. Segundo o diretor assistencial do HRCC, Almir Gonçalves, até o momento 483 profissionais já foram testados. Desse total, 57 diagnósticos positivos para a doença com registros de três mortes, um deles foi o médico Gilmar Calazans, de 55 anos, que foi o 46º paciente a morrer pela Covid-19 no Estado. (Fonte G1.globo.com).


Voltar | Versão para Impressão