Execução Coletiva 18%

  • Publicado: 11 Mar 2020, 17:05
  • 4810 Visualizações

O SINPOJUD, através do Presidente Zenildo Castro e do Setor Jurídico, informa aos filiados que a execução coletiva dos 18%, desmembrada em cinco processos eletrônicos, continua aguardando despacho da Desembargadora Relatora, para intimar e fixar prazo para o Estado da Bahia se manifestar sobre os cálculos, para permitir a posterior expedição dos precatórios e das RPV’s.
As últimas movimentações processais lançadas no andamento do Mandado de Segurança Coletivo n. 0010262-48.2010.8.05.0000, que tramita em via física, referem-se apenas à comunicações de outros Desembargadores sobre a existência de execuções individuais e da expedição de um precatório em outra execução diferencial submetida a prioridade legal, para evitar pagamentos em duplicidade.
A diretoria do sindicato e os advogados contratados já despacharam com a Desembargadora Pilar para pedir prioridade no processo para que os servidores possam receber os valores que lhes foram garantidos pela vitória obtida no mandado de segurança coletivo impetrado pelo SINPOJUD.
Os advogados continuarão diligenciando perante o gabinete para agilizar o andamento do processo. Estamos certos de que em breve todos os servidores receberão os créditos que têm direito e que deixaram de ser pagos pelo TJBA.

Voltar | Versão para Impressão