PEC da Previdência: Em ato na ALBA servidores e sindicalistas solicitam a retirada da PEC 58 de votação

  • Publicado: 7 Jan 2020, 13:03
  • 1156 Visualizações

Na manhã desta terça-feira (7) servidores e sindicalistas realizaram manifestação em frente à Assembleia Legislativa da Bahia, contra a PEC 58/2019 que muda as regras da aposentaria dos servidores do Estado, prejudicando trabalhadores e pensionistas, com medidas perversas, a exemplo do aumento da idade mínima e o tempo de contribuição. Em seguida, representantes dos mais diversos segmentos do funcionalismo público e das centrais sindicais reuniram-se com líder do governo da Assembleia Legislativa da Bahia, Rosemberg Pinto (PT), para solicitar a retirada do projeto, assim abrindo um canal de diálogo e ampliando o prazo para minimizar os danos para os servidores, respeitando as especificidades.

O presidente do Sinpojud, Zenildo Castro, pontuou que os servidores não podem aceitar mais um projeto durante o período de férias, de forma truculenta e autoritária por parte do governo. “Não aceitamos a proposta da reforma do governo federal, e também não vamos aceitar a reforma imposta pelo Governo Rui. Nossa intenção é que o governo retire a PEC da votação de prioridade e chame as entidades para dialogar, já sofremos por cinco anos sem reajuste linear, além do aumento da alíquota para 14% realizada em 2019, é inadmissível essa postura”, pontuou Zenildo.

O líder do governo, Rosemberg Pinto e os outros deputados da base que estavam presentes, ficou de encaminhar o pleito ao governador. “Não acredito que seja possível a retirada, mas podemos tratar pontos que possam ser acrescidos ao projeto original a fim de minimizar danos”, pontuou Rosemberg. O parlamentar ficou de dar um retorno a categoria até a próxima sexta-feira (10).
Segundo Zenildo, o objetivo principal é negociar, melhorar, ampliar o debate, minimizar danos e garantir direitos adquiridos.
Estiveram presentes os diretores Antônio dos Santos “Bhené”, Vera Mattos, Manoel Suzart, a coordenadora do setor de aposentados, Maria José “Zezé”, além de servidores do poder judiciário.

Voltar | Versão para Impressão