Bocão News - Apoiador de Bolsonaro depõe na CPMI das Fake News e se recusa a abrir sigilo bancário

  • Publicado: 6 Nov 2019, 09:03
  • 70 Visualizações

Durante seis horas o blogueiro Allan dos Santos foi ouvido, nesta terça-feira (5), na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das fake news, que investiga a divulgação de notícias falsas em redes sociais e aplicativos de mensagens. Ele foi acusado pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), na semana passada, de ser um dos responsáveis por uma milícia virtual que ataca adversários do Governo Bolsonaro, disseminando informações mentirosas.

Responsável pelo canal Terça Livre, disponível no Youtube, Allan demonstra apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha eleitoral de 2018. Durante o depoimento, ele negou publicar fake news e afirmou que seu blog e seu canal não recebem dinheiro público, mas ficou calado em algumas perguntas da oposição.

Mesmo dizendo que o blog não possui ligação com o PSL, ele admitiu que uma das jornalistas do Terça Livre, Fernanda Salles Andrade, é assessora do deputado estadual Bruno Engler (PSL), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

A receita de seus dois veículos vem, segundo Allan, de doações e cursos promovidos por ele. Apesar de ter aceitado inicialmente abrir seu sigilo fiscal e bancário, voltou atrás ao ser aconselhado pela deputada Bia Kics (PSL-DF). Sendo assim, para que haja a quebra, ela deverá ser solicitada por algum membro da CPMI.

“Quem não tem nada a temer não tem que ter medo da quebra de sigilo”, comentou o presidente da CPMI, senador Angelo Coronel (PSD-BA).

Para a próxima terça-feira (12), está confirmado o depoimento da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), que era líder do governo no Congresso.

Voltar | Versão para Impressão