Tribuna da Bahia- Rui Costa cogita enviar nova reforma da Previdência para AL-BA

  • Publicado: 18 Jul 2019, 12:44
  • 217 Visualizações

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), não descarta enviar uma nova minireforma da Previdência para a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). No ano passado, o chefe do Palácio de Ondina já tinha ampliado a alíquota da contribuição previdenciária de 12% para 14%. O petista ressaltou, porém, que qualquer decisão só acontecerá após o Congresso Nacional aprovar a proposta que foi enviada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A matéria já foi apreciada em primeiro turno na Câmara dos Deputados, mas terá que ser votada novamente na Casa e depois seguirá para o Senado. 
Ontem, o governador disse que é indiferente a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência, pois, segundo ele, não resolverá o problema déficit previdenciário baiano estimado em R$ 4,8 bilhões. “Eu quero reiterar: não é um pleito meu a inclusão de estados e municípios. Não faço esse pleito. O pleito que a Bahia faz é aprovação de sete itens que são de elevação da receita de estados e municípios. (...) Sobre medidas do estado, só aprovando a reforma para a gente analisar eventualmente o que poderá ou não fazer, mas vou aguardar a conclusão (da votação no Congresso)”, declarou, em entrevista à imprensa. 
Rui Costa minimizou o fato de metade da sua bancada ter votado a favor da reforma da Previdência em Brasília, mesmo o petista tendo feito duras críticas ao texto. “Não só metade da minha base (votou a favor). Mais da metade dos deputados do Nordeste votou a favor. Isso é um juízo de valor de cada um. Como gestor, não posso entrar em todos os debates que envolvem temas nacionais. Eu quero registrar aqui o apoio de todos. 100% da nossa bancada (ajudou a tirar) quatro pontos que, para nós, eram críticos. Eu pedi ajuda da bancada inteira e eles nos ajudaram. (...) Só tenho a agradecer a bancada por ter se mantido firme até o governo ter flexibilizado e aceitado (a retirada) desses quatro pontos (...) Então, não tenho o que reclamar. Só agradecer por ter mantido firme para retirar daquilo que são prejudiciais”, ressaltou.
O governador revelou, ainda, que convidou para a inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista o presidente Jair Bolsonaro (PSL), por meio de uma ligação para o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. O evento acontece na próxima terça-feira. "Estou aguardando uma resposta até agora. Não teve resposta, apesar de a imprensa divulgar (a presença dele). O ministro me garantiu que vem, mas, até o agora, não recebemos qualquer comunicado da presença do presidente. Mesmo o atual governo não tendo contribuído com um real, porque todo o pagamento foi feito até novembro, entendo que o atual governo representa o ente federal. Se tem recurso federal, eu fiz questão de ligar para o ministro e estendi o convite para todo o governo, inclusive, o presidente da República", pontuou.
Rui Costa voltou a falar sobre a eleição de 2020 em Salvador, quando acontecerá a sucessão de ACM Neto (DEM). Para ele, os aliados devem deixar para janeiro ou fevereiro do próximo ano a definição sobre quem será o nome para disputar o pleito. Neste momento, diz o governador, o ideal é discutir um projeto para a cidade. "Na virada do ano, janeiro, fevereiro é hora de aquecer o debate dos nomes. (Mas) cada um adota a estratégia que achar melhor. Eu não vou interferir nas decisões partidárias. Se quiserem ouvir a minha opinião, eu estou dando. Acho que tem que fazer caravanas na cidade para ouvir a população, construir um programa sólido e alinhado com o que pensa a sociedade”, salientou.

Voltar | Versão para Impressão