SINPOJUD mais uma vez vai às ruas contra a reforma da previdência

  • Publicado: 15 Jun 2019, 22:44
  • 316 Visualizações

O Sinpojud participou na última sexta-feira (14) do protesto nacional organizado pelas centrais sindicais contra a reforma da previdência, proposta apresentada pelo governo de Bolsonaro, que está em análise no Congresso. A greve geral também foi um protesto aos altos índices de desemprego no país e o contingenciamento do governo federal para a educação básica e superior. Com bandeiras, cartazes, faixas e pronunciamentos políticos os manifestantes declararam ser contra esse modelo de reforma da previdência e contra os cortes na educação. O Presidente do Sinpojud, Zenildo Castro, em sua fala, “reforçou que essa proposta do governo, pretende inviabilizar a aposentadoria dos mais pobres, entre eles, os trabalhadores rurais, as mulheres e os portadores de necessidades especiais. Sem falar das agressões aos direitos das mulheres, trabalhista e principalmente contra os sindicatos e centrais sindicais”. Zenildo ainda falou sobre a desativação das comarcas, “cessar o direito da população ao acesso a justiça é um ato irresponsável e inconstitucional, é necessário garantir que todos tenham acesso irrestrito a justiça e não podemos fechar os olhos para os altos índices de violência que acomete os municípios baianos. O Sinpojud não fechará os olhos para as pautas de interesse do servidor e da população”, pontuou Zenildo. Estiveram presentes no ato, a diretora social e de cultura, Vera Lúcia, a coordenadora dos aposentados, Maria José (Zezé), os suplentes do conselho fiscal, Robertone Nascimento e Vânia Romilda Lima e o delegado sindical, Tarcísio Machado.

Texto: Assessoria da Presidência


Voltar | Versão para Impressão