Tribuna da Bahia - Políticos baianos repudiam deputado que chamou Bahia de "lixo"

  • Publicado: 24 Maio 2019, 09:52
  • 177 Visualizações

O líder do PSL na Câmara Federal, deputado delegado Waldir, chamou a "Bahia de lixo governado pelo PT". A declaração foi feita durante discussão em reunião da Comissão de Educação, em que o deputado goiano também chamou estudantes de escolas e universidades públicas de "maconheiros". A polêmica acontece dias antes de o presidente cumprir agenda institucional no Nordeste, onde entrega casas populares em Petrolina, Estado de Pernambuco, que faz divisa com a baiana Juazeiro, no Vale do São Francisco. O senador Angelo Coronel (PSD) foi um dos primeiros a responder. "Deixo aqui o meu repúdio às declarações do deputado federal Delegado Waldir (PSL) e minha solidariedade ao povo baiano e ao melhor governador do Brasil, Rui Costa", escreveu no Facebook. "Respeite o povo baiano. Não pense que você intimida os baianos com a sua arrogância", vociferou em um vídeo.

"A espantosa e vergonhosa afirmação de que a 'Bahia é um lixo governado pelo PT' não pode passar incólume. Exijo respeito à Bahia e aos baianos. Em mais de 20 anos de vida pública nunca assisti a uma cena como a protagonizada por esse deputado de Goiás, investido da condição de líder partidário", declarou o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal.

Em discurso no plenário da Câmara, ontem, a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) repudiou as declarações do delegado. “Eu espero que ele ponha a mão na consciência, pois a Bahia não é um lixo. Essa atitude desrespeita a Terra Mãe do Brasil e os baianos. Quanto ele, nem merece qualificação”, disse. O deputado federal Abílio Santana (PL) também respondeu à fala. "A Bahia é governada pelo lixo do PT, mas é um estado muito rico em beleza, cultura e historia. O deputado tem que lavar a boca para falar da minha terra e do meu povo. O governo petista não diminui a grandeza do estado. Mais respeito, Delegado Waldir", disse o parlamentar.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT), em post no Twitter, rebateu, com indignação, o que considerou "absurda, agressiva e desrespeitosa" declaração. O parlamentar do Estado de Goiás, um dos principais representantes do presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, expressa, na avaliação do deputado baiano, “o preconceito explícito do seu chefe, Bolsonaro”. "Deputado Waldir, líder do PSL, lixo é o governo do qual o senhor faz parte, que tanto mal faz ao Brasil e ao povo brasileiro. Respeite a Bahia, os baianos e o Nordeste", escreveu o parlamentar baiano, que destacou a gestão do governador Rui Costa como "referência nacional de gestão, de formulação e execução de políticas públicas que mudam, pra melhor, a vida dos baianos".

O deputado estadual Diego Coronel (PSD) afirmou no Twitter que "todo respeito é pouco para o povo baiano" e enalteceu o trabalho de Rui. "Esse clima de ódio não ajuda em nada, nem ao poder público, nem a população. Precisamos buscar soluções para os problemas do nosso país, não estimular a discórdia. Precisamos nos respeitar acima de tudo".

Outro lado

A presidente do PSL na Bahia, deputada federal Dayane Pimentel, defendeu o líder do PSL na Câmara Federal, deputado delegado Waldir, que chamou a "Bahia de lixo governado pelo PT". “A Bahia é o estado mais maravilhoso do mundo. A declaração do Delegado Waldir se refere à representatividade política do nosso estado que, lamentavelmente, é majoritariamente esquerdista”, declarou a parlamentar baiana, em nota. Mais cedo, Waldir negou a própria declaração que deu durante discussão na Comissão da Educação. "[...] Alguns deputados do PCdoB e PT implantaram fake news", disse, por meio de um vídeo reproduzido pela assessoria.

Voltar | Versão para Impressão