Bahia Notícias - Apenas duas mulheres presidem Tribunais de Justiça no país; nos TRTs, são dez

  • Publicado: 8 Mar 2018
  • 134 Visualizações

Na última semana, aconteceu o Conselho de Tribunais de Justiça do país e a foto com todos os presidentes chamou a atenção por um motivo: apenas duas mulheres presidem as Cortes estaduais no Brasil. No total, são 27 Tribunais Estaduais de Justiça. O Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) é presidido pela desembargadora Denise Bonfim e o Tribunal de Justiça de Roraima (TJ-RR) é presidido pela desembargadora Elaine Bianchi. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), nos últimos dez anos, foi presidido por três mulheres: Silvia Zarif (2008-2010), Telma Britto (2010-2012) e Maria do Socorro (2016-2018).

Atualmente, a Corte baiana é presidida pelo desembargador Gesivaldo Britto. Se na Justiça comum são poucas mulheres presidindo os tribunais, na Justiça do Trabalho, a situação se mostra mais equilibrada. Dos 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) do país, dez são presididos por mulheres. Na Bahia, nos últimos dez anos, o TRT foi presidido por quatro mulheres: Ana Lúcia Bezerra Silva (2009-2011); Vânia Chaves (2011-2013); Maria Adna Aguiar (2015-2017) e Maria de Lourdes Linhares (2017-2019). No âmbito da Justiça Federal, apenas uma mulher preside um dos cinco Tribunais Regionais Federais (TRFs). A desembargadora Therezinha Cazerta é presidente do TRF-3. Nos tribunais superiores, as mulheres, atualmente, tem destaque. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) é presidido pela ministra Laurita Vaz e o Supremo Tribunal Federal (STF) é presidido pela ministra Cármen Lúcia.

Voltar | Versão para Impressão