Portal CTB - Dia Nacional de Mobilização leva milhares de pessoas as ruas de Salvador

  • Publicado: 13 Nov 2017
  • 21 Visualizações

Depois do grande sucesso que foi o ato realizado no Dique do Tororó na manhã desta sexta-feira, bloqueando caminho para a Estação da Lapa, trabalhadores juntamente com as centrais sindicais seguiram em caminhada até o Campo Grande, para a concentração de uma nova caminhada com destino a Praça Castro Alves.  

As 11h da manhã como marcado, milhares de pessoas saíram em caminhada pelas ruas do centro de Salvador. Com faixas, bandeiras e três carros de som, a mobilização foi aumentando e chamando a atenção da população que por ali passava, todos com um único objetivo lutando contra a perda de direitos da classe trabalhadora. 

O Presidente da CTB Bahia Pascoal Carneiro explicou que os trabalhadores precisam saber do que está acontecendo com os seus direitos. “Estamos nas ruas para esclarecer a população que é necessário que os trabalhadores não permitam que o Congresso golpeie os direitos deles, retirando os direitos da aposentadoria, a reforma da previdência é uma grande mentira, a única verdade é que ela vai prejudicar todos os trabalhadores brasileiros, então vamos continuar nas ruas alertando todos”, afirmou. 

Agências bancárias em toda a Bahia amanheceram de portas fechadas, nesta sexta-feira.  Os trabalhadores estão diante do maior ataque aos direitos dos últimos 70 anos. O alerta é do presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos. "Enfrentamos o poder econômico de grandes empresas que, através do governo Temer e deste Congresso Nacional, atacam toda a sociedade. Já fizemos duas greves gerais e três dias de protestos por todo o país. A nossa mobilização vai continuar. Lutamos pela dignidade do povo brasileiro".

A vice-presidente da CTB Bahia Rosa de Souza em sua fala disse que os trabalhadores e as centrais sindicais vão continuar nas ruas pressionando esse governo golpista. “Temos que ocupar as ruas para deixar claro que não vamos aceitar nenhuma mudança que traga prejuízos para os trabalhadores. Vamos continuar ocupando as ruas, hoje foi só uma mobilização, vamos preparar um dia nacional de greve geral”, ressaltou.

Voltar | Versão para Impressão